Projeto de lei prevê divulgação de valor do salário para vagas

De autoria do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), o projeto de lei tornaria obrigatório às empresas divulgarem a faixa salarial em anúncios de novas vagas. O descumprimento prevê, ainda, multa de até cinco salários mínimos.  

Publicidade

O projeto caminha em caráter conclusivo, o que não impõe necessidade de ser apreciado pelo plenário da Câmara, se não houver alteração do texto redigido ou pedido para ser votado pelo colegiado. Antes, o projeto será analisado pelas comissões especiais, são estas: Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público.  

Para o relator do texto, deputado Alexandre Frota, há dúvida sobre a pretensão salarial não ser compatível com a remuneração que a empresa está disposta a pagar.

Publicidade

A vigência do conteúdo da lei incide sobre empresas públicas e privadas; PL 1149/22.

 Percepção do público sobre as vagas

O site de recrutamento Indeed divulgou uma pesquisa que fornece aspectos importantes, ligados à percepção das pessoas que buscam recolocação no mercado de trabalho.  

Em maio, um painel online foi a plataforma dessa pesquisa, onde foram realizadas perguntas com 858 trabalhadores brasileiros.  

Publicidade

Os dados indicam que 76% dos candidatos buscam informações sobre salários antes de aplicarem a uma vaga de emprego. Além disso, 34% dos trabalhadores não estão seguros acerca da paridade entre seus rendimentos e carga de trabalho. 55% destes são mulheres.  

O diretor de vendas do Indeed no Brasil, Felipe Calbucci, diz que embora ainda seja uma prática das empresas ocultar essa informação, a divulgação do salário tende a facilitar o processo para ambas as partes.  

Ainda segundo ele, há grande chance de o candidato desistir ao final do processo após descobrir que o salário não está de acordo com suas expectativas. “A transparência salarial ajuda a promover candidaturas mais assertivas às novas vagas”. Conclui, Felipe. 

 

Saiba mais:https://carreiraseprofissoes.boasideias.com.br/segundo-o-caged-brasil-cria-mais-de-277-mil-novos-empregos-formais/

Atlas dos Pequenos Negócios

Média salarial para contratação com carteira assinada cai 5,6%

Aumento de vagas de emprego no setor de entretenimento e cultura cresce 8,8%

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário