Entenda como funciona a gestão administrativa e quais são os indicadores para aplicar à sua empresa

Para manter as tarefas do cotidiano empresarial ainda mais organizadas e bem definidas, evitando que os processos não se acumulem e os prazos não se percam, a gestão administrativa é uma peça importante. Essa importância ocorre por conta dos diversos benefícios que ela pode trazer, de forma que o gestor não perca o controle sobre as atividades, e os funcionários e clientes não fiquem insatisfeitos.

Publicidade

Nesse cenário, a gestão administrativa tem um papel essencial, pois auxilia na administração de todas as tarefas, dando lógica a cada uma delas e organizando para melhorar a forma de colocá-las em prática. Entenda os principais conceitos por trás da gestão administrativa, quais são os indicadores e como aplicá-los ao seu negócio.

O que é gestão administrativa?

Antes de ter uma gestão administrativa, é importante que a empresa possua um planejamento estratégico que serve como um mapa para guiar cada um dos processos. Esse mapa ajuda o gestor a alcançar os objetivos da empresa, identificando em qual ponto está parado e quais são as ameaças que possam surgir durante todo o percurso.

Publicidade

Com isso, a gestão administrativa possui o papel de entender quais são as condições necessárias que ajudarão a chegar nesses objetivos, além de tomar todas as decisões importantes que levarão a empresa a chegar até lá de forma organizada e bem definida.

Em suma, este formato de gestão tem a responsabilidade de garantir a conclusão dos objetivos gerais do seu negócio de uma maneira em que os funcionários tenham menos esforço, e a empresa tenha uma menor perca de recursos e gastos, trazendo mais lógica e organização à rotina.

Indicadores

No geral, para conseguir controlar o dia a dia da empresa, o gestor administrativo deve identificar cada um dos indicadores que correspondem aos relatórios de cada departamento, garantindo um controle rigoroso dos processos e com resultados disponíveis em tempo real.

Publicidade

Entre esses indicadores, está presente o indicador de capacidade, que pode ser medido de forma individual ou coletiva, somando as capacidades humanas e de materiais. Além desse, também é necessário medir os indicadores de produtividade, que analisam o quanto poderá ser produzido com os recursos disponíveis durante determinado tempo.

Na gestão administrativa, também existem os indicadores de qualidade, estratégicos e financeiros. Basta analisar quais deles se encaixam melhor no cenário atual do seu negócio para aplicá-los de forma estratégica e atingir suas metas e objetivos gerais.

Benefícios

Existem diversos benefícios que podem transformar um negócio em um grande sucesso quando este modelo de gestão é aplicado da forma correta. Os três principais que auxiliarão a sua empresa são:

  • Aumento da produtividade, pois este modelo de gestão organiza os processos de uma forma que poderão ser executados de um jeito mais simples e otimizado. Assim, a produtividade da equipe também aumenta e vocês alcançarão muitos resultados.
  • Foco nas metas, quando a empresa foca naquilo que realmente importa, acaba evitando que algumas situações prejudiquem a visão geral, mesmo que indiretamente. Dessa forma, com um bom plano de negócios, permite que as metas sejam alcançadas em curto, médio ou longo prazo.
  • Por último, a gestão administrativa permite fazer mais com menos utilizando o indicador de produtividade para economizar recursos e otimizar os produtos e serviços. Tudo isso está refletido diretamente na forma como as equipes conseguem economizar dinheiro.

Em suma, todos esses benefícios à sua empresa, é importante que o gestor administrativo mantenha sempre os fluxos desenhados de maneira clara e as metas globais documentadas. Dessa forma, basta aplicar os indicadores necessários em cada setor para traçar o sucesso do negócio.

Veja também: Gestão de pessoas: entenda o conceito e aplique de forma estratégica ao seu negócio

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário