Empresas adotam jornada de trabalho semanal com quatro dias: está funcionando?

Após um século da convencional jornada de trabalho implantada pelo empreendedor e fundador das indústrias Ford, Henry Ford, que consiste em um regime de cinco dias úteis, acompanhado de dois dias de folga, com oito horas de trabalho a cada dia. Empresas e países estão testando a semana de trabalho com apenas 4 dias, experimento tem gerado resultado.

Publicidade

Países como Reino Unido, Estados Unidos, Bélgica, Nova Zelândia e Escócia já adotaram esse novo conceito com jornada semanal de trabalho mais flexível, afim de reduzir o esgotamento profissional causado pelo serviço, contribuir com a saúde mental de seus colaboradores e reverter a taxa de pedido de demissões dos funcionários.

No Brasil, os pioneiros da nova jornada de trabalho são empresas e startups de tecnologia, como NovaHaus, Crawly, Winnin, Eva, AAA Inovação e Gerencianet. Essas companhias que aderiram o modelo estão vendo melhorias de eficiência, otimização dos serviços, retenção e adoção de novos talentos, bem-estar dos funcionários e até aumento nos lucros.

Publicidade

Resultados mostram que o método é eficaz

Conforme dados da plataforma de recrutamento Indeed, foi apontado que 74% dos trabalhadores brasileiros acreditam que poderiam ser mais produtivos em uma semana de quatro dias úteis, 61% dos entrevistados pensam em mudar de emprego por conta de problemas na saúde mental, 85% acreditam que a redução da rotina de trabalho melhoraria a saúde mental, e 86% acham que isso geraria um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Ainda de acordo com a pesquisa, 79% concordam em aumentar a carga horária diária de trabalho para terem mais um dia de folga, e maioria dos profissionais, 84% estariam determinados a apoiar a empresa na implementação na nova jornada semanal de trabalho.

Novo modelo requer planejamento para instauração

A pandemia do coronavírus impulsionou grandes empresas e empreendedores a viabilizar novas formas de trabalho, até aqueles fora do escritório convencional, devido à medida de isolamento social o mercado de trabalho investiu no serviço remoto como o home office. Porém chegou ao pondo de isso deixar de ser uma medida e passou a ser uma estratégia de mercado, porque além da entrega de resultados também é notado um aumento no bem-estar do funcionário.

Publicidade

A jornada de trabalho com apenas quatro dias, veio dessa leva de novas formas de trabalho, mas o método que diminui a carga horária de 40 horas para 32 horas semanais, sem alteração no salário requer organização, cuidado à legislação trabalhista, planejamento prévio e frequente medição de resultados. Apesar de inovador, o modelo pode não ser viável para todo tipo de negócio.

As empresas estão aderindo os quatro dias de trabalho com cautela, a princípio estão fechando acordos com sindicatos e com período de experiência do novo modelo por seis meses para poderem mensurar os resultados. A companhia de produtos digitais NovaHaus conseguiu diminuir a jornada de trabalho em 20%, mas deixaram de produzir somente 5%, apontando uma perda na entrega, mas não na produtividade.

Método como estratégia para o mercado

Com o mercado de trabalho agitado, sobrando vagas, mas faltando profissionais em diversos setores, oferecer um dia a mais de folga como benefício podem aumentar as chances da sua empresa contra grandes firmas que apresentam até salários maiores, pois além da remuneração, trabalhadores de todas as áreas estão priorizando seu bem-estar e saúde mental.

Com essa medida os profissionais podem encontrar uma pausa no meio daquela rotina turbulenta e se dedicarem mais para ficarem livres das tarefas nos dias de descanso. Conseguindo assim passar um tempo maior com a família, amigos, viajar e até colocar aquela série em dia. Um funcionário feliz pode garantir o bom funcionamento da empresa.

A melhoria na qualidade do serviço também faz o patrão dar mais atenção aos seus colaboradores, aumentando assim a retenção de talentos com oportunidades de promoção dentro da empresa.

Veja também: Empresas estão adotando o método de trabalho de quatro dias por semana

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário